domingo, 9 de junho de 2013

DIA DO TENISTA E DIA DO PORTEIRO

Dia do Porteiro
Ouvinte fiel das rádios



José Honorato Sobrinho, natural de Desterro do Melo em Minas Gerais. O filho de um lavrador, hoje faz poesias após a superação da pobreza e dificuldades que a vida lhe proporcionou. O “Poeta” como é conhecido, chegou a Jundiaí no início dos anos 80, após ter virado mendigo em São Paulo. Foi na famosa “Terra da Uva” que o futuro autor de poemas veio a levantar sua vida, começando a trabalhar de porteiro em um prédio.
 No início, na chegada a Jundiaí, Poeta chegou a morar nas ruas, oficinas mecânicas e pensões, sofrendo muitos preconceitos. O homem que cursou até a 4º série do ensino fundamental, começou então a levantar a vida que já tinha chegado no “fundo do poço”, como ele mesmo fala. “Eu estava largado, no vicio em tudo, e foi na porta de uma igreja em Jundiaí que pensei e comecei a me levantar, comecei a trabalhar de porteiro e comprei meu terreno na Vila Botujuru em Campo Limpo”.
 Foi no emprego de porteiro de um edifício que José descobriu que tinha um talento para escrever poesias. “Eu escrevia rabiscos, e uma faxineira começou a me chamar de louco e aquilo me marcou, foi aí que fiz meu primeiro poema, chamado O Louco que passa a ideia de que todos nós somos um pouco louco” disse Poeta.

A partir daí Poeta levantou a sua vida, casou, construiu uma família e até teve um filho, para quem fez alguns de seus poemas. Poeta hoje sonha em publicar um livro, que ele gostaria de falar sobre os diversos problemas das cidades de Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Jundiaí, de todas as épocas. “Eu quero juntar tudo que escrevi de todas as épocas e fazer um livro sobre diversos temas como natureza, drogas, sobre tudo, isso é um sonho”, emocionou-se Poeta.





domingo, 26 de maio de 2013

DIA MUNDIAL DO SONO - 21 de março

Há duas preocupações que nos "tiram o sono". O excesso e a ausência. Muito se discute sobre o sono não reparador, sonolência excessiva [SED], fadiga, indisposição e problemas cognitivos.
Outro problema sério é a Apneia Obstrutiva do Sono. Um em cada três brasileiros enfrentam esse distúrbio, relacionado à obesidade, problemas cardiocirculatórios e diabetes dois.
A incidência de ronco aumenta com a idade. Homens roncam mais que as mulheres.
Melhor nem falar em insônia, bruxismo...
DIA DO REVENDEDOR LOTÉRICO E DIA NACIONAL DE COMBATE AO GLAUCOMA

A maioria dos portadores não sabe que tem a doença - 2% das pessoas com mais de 40 anos. Manifesta-se pela sensibilidade à luz, diminuição visual, pupilas que não reagem à luz, olhos vermelhos e lacrimejantes, dor de cabeça, náuseas e vômito.
O oftalmo pode aferir a pressão do olho para diagnosticar a doença - relacionada à visão periférica.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

DIA NACIONAL DO APOSENTADO

Aposentadoria por idade
Têm direito ao benefício os trabalhadores urbanos do sexo masculino, aos 65 anos, e do sexo feminino, aos 60 anos de idade. Os trabalhadores rurais podem pedir aposentadoria por idade com cinco anos a menos: aos 60 anos, homens, e aos 55 anos, mulheres.

No filme "A última fortaleza", de 2001, o general Irwin - Robert Redford - cita um idoso que jogava dominó com seu neto em meio a destroços: "quero aproveitar minha aposentadoria curtindo meu neto".

domingo, 9 de outubro de 2011

DIA MUNDIAL DO CORREIO

Só pra comemorar, vivemos momento de greve e de atrasos em pagamentos.
O primeiro serviço de difusão de documentos surgiu por volta de 2400 a.C.

OS SOFISTAS: PROTÁGORAS E GÓRGIAS

No século V, em Atenas, os sofistas fizeram do saber uma profissão. Sophistés significa sábio. Foram desprezados pela elite intelectual grega. Os sofistas eram metecos - estrangeiros - excluídos e errantes. Afirmaram pela primeira vez o princípio do cosmopolitismo.
Forjaram o conceito de cultura e utilizaram a razão com tal desembaraço que mereceram o epíteto de iluministas gregos.
Protágoras nasceu em Abdera, em 483 a.C. Amigo de Péricles, escreveu as leis de Turi. Acusado de sacrilégio, condenado e banido de Atenas, teve suas obras queimadas na praça da cidade. Morreu em 410 a.C., em um naufrágio, durante a fuga para a Sicília.
Górgias nasceu em 485 a.C., em Leontinos, na Sicília. Viajou por toda a Grécia, acumulando vasta fortuna.

domingo, 2 de outubro de 2011

DEMÓCRITO

Foi um dos pensadores mais versáteis da história. Só negligenciou política e religião. Combinou interesse enciclopédico a um excelente nível de informação. A concepção atomista deve ser vista no quadro de desafio teórico lançado por Parmênides e Zenão. O pleno e total ser do átomo contrapõe-se ao não-ser do vazio.
Disse que todas as coisas - quatrocentos anos antes de Cristo - seriam combinações de átomos, inclusive a alma e os corpos celestes.
Todos os fenômenos estão ligados entre si por conexões necessárias e dependentes da lei de causa-efeito, excluindo qualquer explicação que introduza as noções de acaso.
[creditofoto]
Ateu e materialista
O temor e a utilidade recíproca fizeram nascer a sociedade. A natureza das palavras é puramente convencional.

domingo, 25 de setembro de 2011

DIA NACIONAL DO TRÂNSITO

AS SINALIZAÇÕES DO TRÂNSITO SÃO UNIVERSAIS

E por falar em trânsito, aparentemente embriagado, ex-árbitro Godói atropela uma mulher em Franco da Rocha.

PARMÊNIDES E ZENÃO

Platão definiu Parmênides como venerando e terrível, reconhecendo-o como pai espiritual.
Foi o primeiro a sustentar a superioridade da interpretação racional do mundo e a negar a veracidade da percepção sensível.
Zenão - o discípulo mais próximo e predileto de Parmênides - fez da defesa da doutrina do ser o escopo do seu filosofar.
"o movimento não existe"
Ser pode ser usado como cópula - como forma verbal ligada a um sujeito - ou em absoluto, tornando-se ele mesmo sujeito.
A contraposição posta por Parmênides entre verdade - aletheia - e opinião - doxa - tornar-se-ia um tema clássico. Opinião é a crença que se baseia em dados sensíveis e perceptíveis; verdade é a convicção baseada em argumentos racionais, mesmo quando essas argumentações parecem em total oposição às evidências sensíveis.
[creditofoto]
Parmênides foi o fundador da escola eleática
O ser é, o não-ser não é. Toda a argumentação se baseia na redução da ontologia - o estudo do ser - à linguística. Aquilo que é pode ser dito, portanto, pensado, aquilo que não é se afasta de qualquer formulação linguística e intelectual. Seria impossível pensar o nada.
A verdadeira estrutura do mundo consistiria em um ser imutável e eterno.
A razão, não o olho, vê o real.
Zenão tentou refutar as teses dos opositores de seu mestre afirmando que qualquer manifestação do não ser leva a conclusões ainda mais paradoxais. Para realizar um movimento é preciso completar a metade dele, depois a metade da metade e ir subdividindo, sem jamais concluir - é a argumentação da dicotomia [divisão].